III. A INTERPRETAÇÃO DO DEPÓSITO DA FÉ

14/12/2011 09:44

 

 

O  DEPÓSITO DA FÉ CONFIADO À TOTALIDADE DA IGREJA

84 "O  patrimônio sagrado" da fé ("depositum fidei"), contido na Sagrada Tradição e na Sagrada 
Escritura, foi confiado pelos apóstolos à totalidade da Igreja. "Apegando-se firmemente ao mesmo, o povo 
santo todo, unido a seus Pastores,  persevera continuamente na doutrina dos apóstolos e na comunhão, na 
fração do pão e nas orações, de sorte que na conservação, no exercício e na profissão da fé transmitida se 
crie uma singular unidade de espírito entre os bispos e os fiéis." 

O  MAGISTÉRIO DA IGREJA

85 "O ofício de interpretar autenticamente a Palavra de Deus escrita ou transmitida foi confiado 
unicamente ao Magistério vivo da Igreja, cuja autoridade se exerce em nome de Jesus Cristo", isto é, foi 
confiado aos bispos em comunhão com o sucessor de Pedro, o bispo de Roma.
86"Todavia, tal Magistério não está acima da Palavra de Deus, mas a serviço dela, não ensinando 
senão o que foi transmitido, no sentido de que, por mandato divino, com a assistência do Espírito Santo, 
piamente ausculta aquela palavra, santamente a guarda e fielmente a expõe, e deste único depósito de fé 
tira o que nos propõe para ser crido como divinamente revelado."
87 Os fiéis, lembrando-se da palavra de Cristo a seus apóstolos: "Quem vos ouve a mim ouve" (Lc 
10,16[fca25] ), recebem com docilidade os ensinamentos e as diretrizes que seus Pastores lhes dão sob 
diferentes formas.

OS DOGMAS DA FÉ

88 O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define 
dogmas, isto é, quando, utilizando uma forma que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, 
propõe verdades contidas na Revelação divina ou verdades que com estas têm uma conexão necessária.
89  Há uma conexão orgânica entre nossa vida espiritual e os dogmas. Os dogmas são luzes no 
caminho de nossa fé que o iluminam e tornam seguro. Na verdade, se nossa vida for reta, nossa inteligência 
e nosso coração estarão abertos para acolher a luz dos dogmas da fé.
90 Os laços mútuos e a coerência dos dogmas podem ser encontrados no conjunto da Revelação do 
Mistério de Cristo. "Existe uma ordem ou 'hierarquia' das verdades da doutrina católica, já que o nexo delas 
com o fundamento da fé cristã é diferente[fca31] ."

SENSO SOBRENATURAL DA FÉ

91 Todos os fiéis participam da compreensão e da transmissão da verdade revelada. Receberam a 
unção do Espírito Santo, que os instrui e os conduz à verdade em sua totalidade.
92 "O conjunto dos fiéis... não pode enganar-se no ato de fé. E manifesta esta sua peculiar piedade 
mediante o senso sobrenatural da fé de todo o povo, quando, 'desde os bispos até o último dos fiéis leigos', 
apresenta um consenso universal sobre questões de fé e costumes."93 "Por este senso da fé, excitado e sustentado pelo Espírito da verdade, o Povo de Deus, sob a 
direção do sagrado Magistério, (...) adere indefectivelmente à fé 'uma vez para sempre transmitida aos 
santos'; e, com reto juízo, penetra-a mais profundamente e na sua vida a coloca mais perfeitamente em 
obra."

O   CRESCIMENTO NA COMPREENSÃO DA FÉ

94 Graças à assistência do Espírito Santo, a compreensão tanto das realidades como das palavras 
do depósito da fé pode crescer na vida da Igreja:
"Pela contemplação e estudo dos que crêem, os quais as meditam em seu coração", é em especial "a 
pesquisa teológica que aprofunda o conhecimento da verdade revelada".
"Pela íntima compreensão que os fiéis desfrutam das coisas espirituais[fca43] "; "Divina eloquia cum 
legente crescunt as palavras divinas crescem com o leitor[fca44] ". 
"Pela pregação daqueles que, com a sucessão episcopal, receberam o carisma seguro da verdade."
95  "Fica, portanto, claro que segundo o sapientíssimo plano divino, a Sagrada Tradição, a Sagrada 
Escritura e o Magistério da Igreja estão de tal modo entrelaçados e unidos que um não tem consistência sem 
os outros, e que juntos, cada qual a seu modo, sob a ação do mesmo Espírito Santo, contribuem eficazmente 
para a salvação das almas."

RESUMINDO

96  O que Cristo confiou aos apóstolos, estes o transmitiram por sua pregação e por escrito, sob a 
inspiração do Espírito Santo, a todas as gerações, até a volta gloriosa de Cristo.
97 "A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura constituem um só sagrado depósito da Palavra de 
Deus”, no qual, como em um espelho, a Igreja peregrinante contempla a Deus, fonte de todas as suas 
riquezas.
98  "Em sua doutrina, vida e culto, a Igreja perpetua e transmite a todas as gerações tudo o que ela 
é, tudo o que crê.
99  Graças a seu senso sobrenatural da fé, o Povo de Deus inteiro não cessa de acolher o dom da 
Revelação divina, de penetrá-lo mais profundamente e viver dele com mais plenitude.
100 O encargo de interpretar autenticamente a Palavra de Deus foi confiado exclusivamente ao 
Magistério da Igreja, ao Papa e aos bispos em comunhão com ele.