ARTIGO 1 - EU CREIO

14/12/2011 09:58

 

 

144 i. A OBEDIÊNCIA DA FÉ

Obedecer ("ob-audire") na fé significa submeter-se livremente à palavra ouvida, visto que sua 
verdade é garantida por Deus, a própria Verdade. Desta obediência, Abraão é o modelo que a Sagrada 
Escritura nos propõe, e a Virgem Maria, sua mais perfeita realização.

ABRAÃO "O PAI DE TODOS OS CRENTES"

145 A Epístola aos Hebreus, no grande elogio à fé dos antepassados, insiste particularmente na fé 
de Abraão: "Foi pela fé que  Abraão, respondendo ao chamado, obedeceu e partiu para uma terra que 
devia receber como herança, e partiu sem saber para onde ia" (Hb 11,8). Pela fé, viveu como estrangeiro e 
como peregrino na Terra Prometida[fca8] . Pela fé, Sara recebeu a graça de conceber o filho da promessa. 
Pela fé, finalmente, Abraão ofereceu seu filho único em sacrifício.
146 Abraão realiza, assim, a definição da fé dada pela Epístola aos Hebreus: "A fé é uma posse 
antecipada do que se espera, um meio de demonstrar as realidades que não se vêem" (Hb 11,1). "Abraão 
creu em Deus, e isto lhe foi levado em conta de justiça" (Rm 4,3). Graças a esta "fé poderosa" (Rm 4,20), 
Abraão tornou-se "o pai de todos os que haveriam de crer" (Rm 4,1 1.18)
147 O Antigo Testamento é rico em testemunhos desta fé. A Epístola aos Hebreus proclama o elogio 
da fé exemplar dos antigos, "que deram o seu testemunho" (Hb 11,2.39). No entanto, "Deus previa para nós 
algo melhor": a graça de crer em seu Filho Jesus, "o autor e realizador da fé, que a leva à perfeição" 
(Hb11,40; 12,2).

MARIA "BEM-AVENTURADA A QUE ACREDITOU"

148 A Virgem Maria realiza da maneira mais perfeita a obediência da fé. Na fé, Maria acolheu o 
anúncio e a promessa trazida pelo anjo Gabriel, acreditando que "nada é impossível a Deus" (Lc
1,37[fca15] ) e dando seu assentimento: "Eu sou a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra" 
(Lc 1,38). Isabel a saudou: "Bem-aventurada a que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor 
será cumprido" (Lc 1,45). É em virtude desta fé que todas as gerações a proclamarão bem-aventurada. 
149  Durante toda a sua vida e até sua última provação, quando Jesus, seu filho, morreu na cruz, sua 
fé não vacilou. Maria não deixou de crer "no cumprimento" da Palavra de Deus. Por isso a Igreja venera em 
Maria a realização mais pura da fé.